Parlamento catalão aprova 'lei de ruptura' com Espanha

BARCELONA E MADRI, 8 SET (ANSA) - O Parlamento da Catalunha aprovou no fim da noite desta quinta-feira (7) a "lei de ruptura" com a Espanha que entrará em vigor se o "sim" vencer o referendo sobre a separação de Madri.   

A lei sobre a fundação da República deve constituir a base jurídica na transição para um futuro de independência catalã e sobre a data formal sobre a saída da região do país.   

No entanto, apesar de já ter sido aprovado pelo Parlamento local e ter sido marcado para o dia 1º de outubro, o referendo foi suspenso ainda ontem pela Corte Constitucional de Madri, acolhendo a ação do governo.   

E nesta sexta-feira (8), o governo espanhol entrou com um novo recurso para suspender também a "lei de ruptura". No entanto, o líder catalão Carles Puigdemont disse que seguirá adiante com o projeto e que já tem o apoio de 600 dos 948 prefeitos da região da Catalunha.   

Segundo a imprensa espanhola, o premier Mariano Rajoy já está estudando ativar o artigo 155 da Constituição e suspender a autonomia da região da Catalunha e seu presidente, Puigdemont, para impedir a realização do referendo. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos