Orfanato católico pode ter fossa comum com 400 crianças

ROMA, 11 SET (ANSA) - Ao menos 400 bebês e crianças teriam sido enterrados em uma fossa comum ao lado de um orfanato na Escócia que foi cuidado, por mais de um século, por freiras, revelou uma denúncia conjunta do jornal "Sunday Post" e da "BBC Radio 4".   

As mortes teriam ocorrido entre 1864 e 1981, tempo de funcionamento do Smyllum Park, e foram reveladas após denúncias de "ex-moradores" do local. Segundo as matérias, há muitas acusações de maus tratos e humilhações das crianças que passaram no orfanato. Ao todo, a entidade recebeu cerca de 11 mil crianças.   

Em outros momentos, as religiosas informaram que cerca de 120 crianças morreram no local - todas vítimas de pneumonia ou tuberculose. No entanto, as duas emissoras rastrearam 402 mortes no orfanato, sendo que apenas dois foram enterrados fora dali. O que leva a crer que há 400 corpos na fossa comum.   

Outra denúncia que sustenta a tese do "Sunday Post" é que o cemitério mais próximo do Smyllum tem túmulos de freiras e funcionários do orfanato - mas de nenhuma criança que passou por lá.   

O caso soma-se a outro revelado por uma equipe de investigação no início desse ano. Cerca de 800 bebês e crianças foram enterrados em uma fossa comum de outro orfanato católico, o Bon Secours Mother anda Baby Home.   

Essas instituições, geralmente, atendiam filhos de mães solteiras, que na época, eram rejeitadas pela sociedade. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos