Britânico de 102 anos é condenado por abuso sexual infantil

SÃO PAULO, 12 SET (ANSA) - Um britânico de 102 anos, que recebeu uma pena suspensa nesta segunda-feira (11) por abusar sexualmente de uma criança em 1970, deve ser a pessoa mais velha condenada por um crime no Reino Unido, segundo informaram promotores locais. Identificado por Douglas Hammersley, o idoso admitiu três acusações de agressão sexual. No entanto, se não cometer nenhum crime durante dois anos, a pena de prisão não será executada.   

Além disso, ele terá que pagar uma multa de 25 mil libras esterlinas. De acordo com a promotoria, os casos aconteceram próximo a Buckinghamshire, ao oeste de Londres. Na época, a vítima tinha entre 5 e 8 anos de idade.   

"Nós fomos capazes de processar Hammersley graças a apresentação da vítima, embora as infrações tenham sido cometidas há mais de quatro décadas", disse a promotora Jennie Laskar-Hall.   

A vítima decidiu ir à polícia após ver uma notícia sobre o aniversário de 100 anos do homem. " Ela carregou essa cruz do abuso por anos e anos. Ela esperou muito tempo por justiça, e eu espero que ela tenha conseguido", afirmou o juiz Francis Sheridan. No ano passado, um homem de 101 anos foi condenado a 13 anos de reclusão por uma série de abusos sexuais contra duas irmãs e o irmão delas. Na ocasião, as autoridades disseram que ele era o homem mais velho a ser considerado culpado por um um crime.   

(ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos