Ex-preparador de Senna, Nuno Cobra é preso por abuso sexual

SÃO PAULO, 12 SET (ANSA) - O ex-preparador físico de Ayrton Senna, Nuno Cobra, de 79 anos, foi preso pela Polícia Federal por suspeita de ter abusado sexualmente de uma jovem de 21 anos, durante um voo, em janeiro de 2015.   


A ordem é da juíza Raecler Baldresca, da 3ª Vara Federal Criminal de São Paulo, que determinou a prisão preventiva do acusado por violação sexual mediante fraude.   


Além desse caso, o ex-preparador físico responde por assédio sexual contra uma jornalista, desta vez em agosto deste ano. A mulher prestou depoimento ao Ministério Público Federal.   


Com ambas as acusações, a pena estabelecida pela juíza foi de três anos e nove meses de prisão em regime inicial aberto, mas foi substituída por prestação de serviços à comunidade e multa de um salário mínimo por mês. Nuno Cobra ganhou destaque pelo trabalho realizado após ter sido preparador físico de Ayrton Senna. O tricampeão mundial de Fórmula 1 foi um dos primeiros pilotos a investir no condicionamento. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.



Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos