Na Argentina, Netanyahu recebe documentos sobre Holocausto

BUENOS AIRES, 12 SET (ANSA) - O primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, recebeu nesta terça-feira (12) quase 140 mil documentos e fotografias, datadas entre 1939 e 1948, que revelam informações e detalhes do Holocausto e que estavam armazenadas na Argentina.   

Na cerimônia, estava o presidente Mauricio Macri O trabalho de recolhimento dos dados foi um trabalho em parceria com o Museu do Holocausto dos Estados Unidos e com a Chancelaria argentina. Os documentos foram entregues em cinco HDs, com um total de cinco terabytes, para Netanyahu durante a visita histórica que o premier faz ao país. Após a Segunda Guerra Mundial, muitos líderes nazistas se esconderam na Argentina.   

Em um documento divulgado, em parceria com Macri, Netanyahu afirmou que há a "necessidade de lutar contra o terrorismo, seja aquele do Irã ou do Estado Islâmico". Segundo o premier, esse é um "terrorismo que atinge a todos, em Barcelona, Berlim, Manchester, Londres ou Paris".   

"Essas ações são indivisíveis, a resposta também precisa ser", disse ainda.   

Essa é a primeira vez que um premier israelense visita a América Latina. Além da Argentina, Netanyahu irá à Colômbia e ao México.   

(ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos