Maradona é absolvido em caso de difamação na Itália

ROMA, 14 SET (ANSA) - O Tribunal de Justiça de Cassino, na Itália, absolveu o ex-jogador argentino Diego Maradona nesta quinta-feira (14) no processo em que era acusado de difamar a Equitalia, empresa pública que lida com a coleta de impostos em atraso no país.   


O craque foi considerado inocente "porque o fato não constitui crime". A mesma alegação serviu para o seu advogado de defesa, Angelo Pisani, que também constava no processo por haver difundido as supostas difamações.   


Em 2012, Maradona foi processado por difamar a Equitalia e o então presidente do órgão Attilio Befera. Na ocasião, o jogador disse, por diversas vezes, em entrevistas que era "vítima de perseguição por parte da Equitalia", que o acusa de usar "documentação falsa e procedimentos irregulares", se referindo ao caso em que é acusado de sonegação de impostos.   


As autoridades fiscais italianas cobram cerca de 40 milhões de euros de Maradona, devido à falta de pagamento de Imposto de Renda durante a época em que atuava no Napoli, entre 1984 e 1991. Por sua vez, o argentino sempre alegou que nunca foi informado do pedido de pagamento de tais impostos, e que seria um erro da Equitalia. Já a empresa, informou que Maradona fez uma campanha para denegrir sua imagem. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.



Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos