EUA pode fechar embaixada em Cuba após ataques 'acústicos'

WASHINGTON, 17 SET (ANSA) - O secretário de Estado norte-americano, Rex Tillerson, anunciou neste domingo (17) que os Estados Unidos "estão avaliando" a possibilidade de fechar sua embaixada em Cuba depois da série de ataques acústicos que afetaram dezenas de diplomatas.   

Durante entrevista à emissora CBS, Tillerson disse que o "assunto é muito sério pelo dano sofrido por algumas pessoas", por isso o possível fechamento "está sendo avaliado".   

Neste ano, 16 funcionários norte-americanos da embaixada em Havana foram afetados por estranhos "ataques" acústicos e apresentaram sintomas físicos, incluindo perda de audição, enxaqueca e náuseas.   

A embaixada dos Estados Unidos em Cuba está reaberta desde 2015 quando o democrata Barack Obama ainda era ex-presidente, após meio século de ruptura de relações diplomáticas entre os dois países. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos