Processo sobre reforma de imóvel de cardeal tem nova polêmica

CIDADE DO VATICANO, 22 SET (ANSA) - Na quinta audiência no Tribunal do Vaticano sobre a reforma do apartamento do ex-secretário de Estado da Santa Sé cardeal Tarcisio Bertone, mais uma polêmica voltou a aparecer após os depoimentos dessa sexta-feira (22).   

Depois do ex-presidente da Fundação Hospitalar Bambino Gesù Giuseppe Profitti negar em depoimento que teriam sido feitos dois pagamentos pela mesma obra, o chefe de "imóveis" da Direção de Serviços Técnicos do Governatorato, Marco Bargellini, afirmou que a entidade que detém o poder executivo da cidade-Estado pagou os trabalhos sem saber que eles já haviam sido quitados pelo hospital.   

Ao ser questionado sobre o pagamento da obra, Bargellini destacou que o cardeal "deveria quitar as obras que foram feitas" e, quando perguntado se sabia que o hospital católico também tinha pago pela obra, ele foi firme e afirmou que "absolutamente não sabia".   

Durante as seis horas de depoimento, ele ainda confirmou que o Governatorato nunca fez nenhum tipo de teste dentro da residência, também desmentindo o depoimento de Profitti, que é acusado de peculato na obra.   

O caso sobre a reforma luxuosa do apartamento do cardeal investiga o uso de 422 mil euros da Fundação, que apesar de ficar em Roma é de propriedade do Vaticano, na obra particular.   

De acordo com o depoimento de Profitti, o dinheiro foi investido porque, em até "60 meses", seria "recuperado o dobro" com eventos de caridade realizados no local. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos