PUBLICIDADE
Topo

Internacional

China estabelece meta para vendas de carros elétricos

28/09/2017 16h59

PEQUIM, 28 SET (ANSA) - O governo da China anunciou nesta quinta-feira (28) que estabeleceu cotas de vendas para os chamados veículos de nova energia (NEV, na sigla em inglês), que abrangem todos os automóveis de bateria elétrica e híbridos.   

Segundo o Ministério da Agricultura, Indústria e Tecnologia da China, para o próximo ano, 8% das vendas das montadoras terão que ser de carros elétricos ou modelos híbridos, aumentando para 10% em 2019. Já em 2020, o número aumentará para 12%.   

As novas regras serão aplicadas às empresas automotivas que produzem ou importam mais de 30 mil carros tradicionais por ano na China.   

De acordo com o governo, as fabricantes que não cumprirem os parâmetros de vendas serão sancionados com multas. A ideia faz parte de uma ampla estratégia realizada pela China, considerado o primeiro mercado de automóveis do mundo, que tem como objetivo ampliar o mercado NEV.   

Em junho, os fabricantes automotivos globais escreveram para o chefe do Ministério pedindo a suavização das propostas para os carros NEV. Por sua vez, interessada em combater a poluição do ar e acabar com a distância competitiva entre as novas montadoras locais e suas rivais multinacionais, a China quer definir metar para que este tipo de carro represente ao menos um quinto do total das vendas de automóveis no país até 2025. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Internacional