Barça joga de portões fechados após repressão na Catalunha

BARCELONA, 01 OUT (ANSA) - Em meio à repressão da Polícia da Espanha contra o plebiscito separatista na Catalunha, o Barcelona decidiu realizar a partida contra os Las Palmas neste domingo (1º), no Camp Nou, com portões fechados.   


Com as forças de segurança envolvidas na consulta popular, o clube blaugrana havia pedido à Liga de Futebol Profissional (LFP) o adiamento do confronto, válido pelo Campeonato Espanhol, mas a solicitação foi negada pela entidade.   


"O FC Barcelona condena as ações levadas a cabo hoje em muitas localidades de toda a Catalunha para impedir o exercício do direito democrático e a livre expressão de seus cidadãos. Dada a excepcionalidade destes fatos, a Junta Diretiva decidiu que a partida de hoje contra o Las Palmas será disputada com portões fechados, depois da negativa da Liga de Futebol Profissional em decretar seu adiamento", diz um comunicado do Barça.   


Desde o começo do dia, agentes da Guarda Civil e da Polícia Nacional, subordinadas ao governo da Espanha, invadiram colégios eleitorais para apreender urnas usadas no plebiscito e impedir os cidadãos de votarem.   


Em muitos casos, os policiais retiraram pessoas à força dos locais de votação, levando a um saldo de mais de 300 feridos, segundo balanço do governo da Catalunha. Também há relatos de uso de balas de borracha contra manifestantes. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.



Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos