Barça adere a greve geral contra repressão na Catalunha

ROMA, 02 OUT (ANSA) - Depois de ter jogado sua última partida com portões fechados por causa da violência contra eleitores na Catalunha, o Barcelona decidiu aderir à greve geral convocada para esta terça-feira (3) na comunidade autônoma.   


O objetivo da manifestação é protestar contra a repressão do Estado da Espanha contra o plebiscito separatista realizado no último domingo (1º). "O Barcelona adere à greve do país e, portanto, o clube permanecerá fechado amanhã. Nenhuma das equipes profissionais nem as categorias de base treinarão amanhã", diz um comunicado do clube blaugrana.   


Boa parte dos jogadores do Barça já não treinaria de qualquer maneira, uma vez que estão à disposição de suas respectivas seleções nacionais para as próximas datas da Fifa. O Barcelona é um dos ícones do nacionalismo catalão e apoiou institucionalmente a realização do plebiscito. No último domingo, o clube decidiu jogar contra o Las Palmas com os portões do Camp Nou fechados por causa dos confrontos entre policiais espanhóis e eleitores na comunidade autônoma.   


Inicialmente, o Barça queria adiar a partida, mas, com a recusa da Liga de Futebol Profissional, preferiu entrar em campo com as arquibancadas vazias. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.



Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos