Topo

Battisti tentou sair do Brasil em táxi boliviano, diz PF

04/10/2017 20h23

SÃO PAULO, 04 OUT (ANSA) - A Polícia Federal (PF) e a Polícia Rodoviária Federal (PRF) emitiram nesta quarta-feira (4) uma nota conjunta sobre a detenção do italiano Cesare Battisti na fronteira entre Brasil e Bolívia.   

Segundo o comunicado, Battisti está prestando "esclarecimentos relativos ao crime de evasão de divisas", quando uma pessoa envia valores para o exterior sem declará-los à autoridade competente, na delegacia da PF em Corumbá (MS).   

"Na tarde de hoje, policiais rodoviários federais abordaram um veículo particular onde se encontrava o estrangeiro. Durante a abordagem, foi identificado que Cesare Battisti, juntamente com dois outros passageiros, portava uma quantia significativa em moeda estrangeira", diz a nota.   

De acordo com a PF, por se tratar de região de fronteira, os policiais rodoviários avisaram a corporação, que realizou o "acompanhamento do veículo até a divisa" com a Bolívia. "O estrangeiro foi detido no momento em que tentava sair do Brasil em um táxi boliviano", afirma o comunicado. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.