Medalhista olímpico italiano é investigado por doping

ROMA, 06 OUT (ANSA) - Os nadadores italianos Filippo Magnini e Michele Santucci estão sendo investigados pela agência antidoping do país (Nado), no âmbito de um inquérito da Procuradoria da República em Pesaro contra o médico nutricionista Guido Porcellini.   


Magnini, 35 anos e capitão da equipe italiana de natação nos Jogos Olímpicos de 2016, no Rio de Janeiro, é suspeito de "uso ou tentativa de uso de substâncias dopantes" e "cumplicidade", enquanto Santucci, 28, é acusado apenas de cumplicidade.   


Os dois atletas serão ouvidos nos próximos dias. Ambos eram pacientes de Porcellini, investigado por comercializar anabolizantes e outras substâncias ilegais provenientes da China. Santucci foi medalhista de ouro por duas vezes no campeonato italiano de natação e ganhou um bronze no mundial de 2008, na Inglaterra.   


Já Magnini é um dos grandes nomes da natação do país e tem uma medalha de bronze olímpica, conquistada em 2004, em Atenas, além de dois títulos mundiais. Ele também é ex-namorado de Federica Pellegrini, maior atleta da história da natação italiana. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.



Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos