Áustria quer diminuir 'a zero' entrada de imigrantes no país

BOLZANO, 13 OUT (ANSA) - Entrou em ação nesta sexta-feira (13), na ferrovia da cidade de Brennero, ao norte da Itália, a operação anti-imigrantes, criada pelo governo austríaco para barrar, "a zero", a entrada de imigrantes na Áustria pela fronteira italiana.   

Na estação ferroviária de Seehof, na parte austríaca dos trilhos, está sendo realizado um rigoroso monitoramento nos vagões dos trens, que tem como destino o norte da Europa.   

Segundo o ministro do Interior austríaco, Wolfgang Sobotka, a inspeção é para salvar as vidas dos imigrantes. "Com o controle nos trens de carga, queremos salvar a vida dos imigrantes e interromper esses passageiros sem escrúpulos".   

De acordo com Sobotka, cerca de 6.800 imigrantes sem registro de algum país da União Europeia foram barrados na fronteira com a Itália. "O número é muito menor do que em 2016, mas o objetivo é trazer insumos ilegais para zero", avaliou.   

O ministro ainda cobrou mais atenção das autoridades do país.   

"As autoridades austríacas devem saber sempre quem está no país, quando e onde. Alguns dias atrás, um simpatizante extremista foi interceptado", comentou.   

Desde agosto, a Áustria está realizando uma grande força-tarefa para barrar a entrada de imigrantes ilegais na fronteira com a Itália, na cidade de Brennero. O envio de militares austríacos irritaram o governo italiano, que já chamou a ação de "injustificada".(ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos