Vaticano condena ex-diretor de hospital infantil

CIDADE DO VATICANO, 14 OUT (ANSA) - O ex-presidente da Fundação Bambino Gesù Giuseppe Profiti foi condenado neste sábado (14), pelo Tribunal do Vaticano, a um ano de reclusão por abuso de poder em um processo sobre o desvio de dinheiro de um hospital pediátrico para reformar o apartamento do cardeal Tarcisio Bertone, ex-secretário de Estado da Santa Sé.   

A corte descartou o crime de peculato e ainda suspendeu a pena por cinco anos, ou seja, Profiti só irá para a cadeia em caso de reincidência. Já o outro réu, o ex-tesoureiro da fundação Massimo Spina, foi absolvido por "não ter cometido o ato".   

Ambos eram acusados de usar 422 mil euros do orçamento do hospital Bambino Gesù, centro pediátrico administrado pela Igreja Católica em Roma, para pagar a empresa que reformou a cobertura de Bertone no Vaticano. Profiti também foi condenado a um ano de interdição de cargos públicos e ao pagamento de multa de 5 mil euros.   

Segundo seu advogado, Antonello Blasi, o Bambino Gesù não faz parte da administração pública, o que descaracterizaria o crime de peculato, e os gastos da reforma não foram uma "despesa" para a fundação, mas sim um "investimento" para potencializar a coleta de fundos para o hospital.   

O imóvel em questão é a junção entre dois apartamentos situados no último andar do palácio São Carlos, vizinho à Casa Santa Marta, residência oficial do papa Francisco. A cobertura tem 296 metros quadrados, cerca de quatro vezes o tamanho da moradia do Pontífice.   

A denúncia sobre irregularidades na reforma apareceu no livro "Avarizia" ("Avareza"), do jornalista italiano Emiliano Fittipaldi, que relata segredos e escândalos envolvendo as finanças da Santa Sé. A obra começou após Bertone, que não estava entre os réus, deixar o comando da Secretaria de Estado, em 2013. O imóvel é de propriedade do Vaticano.   

Em dezembro de 2015, o cardeal doou 150 mil euros à Fundação Bambino Gesù por causa dos "danos" provocados ao hospital infantil. Apesar disso, ele afirma que não tinha conhecimento sobre nenhuma irregularidade na reforma de seu apartamento.   

(ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos