Brasil está colaborando para extraditar Battisti, diz Itália

MILÃO, 16 OUT (ANSA) - O subsecretário do Ministério da Justiça da Itália, Cosimo Ferri, afirmou nesta segunda-feira (16) que o Brasil está dando "sinais de grande colaboração" com o país europeu sobre a extradição de Cesare Battisti.   

Segundo Ferri, existe uma relação de "grande confiança e de grande cooperação" entre as duas nações. "No plano político, as relações com o Brasil são de primeira linha, são ótimas. As autoridades políticas estão colaborando", afirmou o subsecretário, cargo que equivale ao de vice-ministro.   

"Parece que a conduta de Battisti minou a confiança que as autoridades brasileiras tinham nele, mas ainda falta uma passagem judiciária, que devemos esperar com confiança", acrescentou.   

A decisão do governo de Michel Temer é pela extradição do italiano, mas uma liminar do ministro Luiz Fux, do Supremo Tribunal Federal (STF), suspendeu qualquer eventual processo de expulsão enquanto o recurso de sua defesa não for julgado pela corte.   

Battisti vive no Brasil desde 2004 e foi condenado em seu país por envolvimento em quatro assassinatos ocorridos na década de 1970, mas ele alega perseguição política. Se for extraditado, o italiano não cumprirá a prisão perpétua, pena à qual foi sentenciado e que não existe na legislação brasileira, mas sim 30 anos de cadeia, período máximo pelo qual uma pessoa pode ficar detida na nação sul-americana. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos