PUBLICIDADE
Topo

Capital federal enfrenta maior crise hídrica de sua história

24/10/2017 12h44

SÃO PAULO, 24 OUT (ANSA) - Planejada minuciosamente e fundada em 1960, a capital federal, Brasília, está sofrendo com a maior escassez de água de sua curta história. Criada ao redor de um imenso lago, feito apenas para embelezar a paisagem árida, a cidade deve aumentar ainda mais o racionamento de água para a população.   


Ontem (23), a Companhia de Saneamento Ambiental do Distrito Federal (Caesb) apresentou à Agência Reguladora de Águas, Energia e Saneamento (Adasa) um plano de racionamento por 48 horas consecutivas.   


Atualmente, os moradores da cidade satélite de Brazlândia, a 36 quilômetros da capital, ficam 24 horas sem água por dia. No entanto, o plano ainda não foi autorizado, mas é possível que ele atinja todas as áreas da capital. Apesar de uma leve chuva ter atingido todo o Planalto Central nos últimos dias, o volume de água não chegou nem perto de atenuar a situação. De acordo com dados oficiais, uma chuva com volume intenso não é registrada há mais de cinco meses. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.