Ex-chefe da campanha de Trump deve responder por conspiração

WASHINGTON, 30 OUT (ANSA) - Paul Manafort, o ex-chefe de campanha presidencial de Donald Trump, e seu ex-assessor Rick Gates devem responder por 12 acusações do FBI, incluindo conspiração, informou a mídia norte-americana nesta segunda-feira (30).   

De acordo com a "CNN", os dois responderão por "conspiração contra os EUA, conspiração para lavar dinheiro, agente não registrado para um diretor financeiro, declarações falsas e enganosas à Lei de Registro de Agentes Exteriores dos EUA (Fara, na sigla em inglês), declarações falsas, e sete acusações sobre falhas em relatórios de contas bancárias e financeiras estrangeiras".   

Ainda segundo os portais de notícia dos EUA, Manafort e Gates movimentaram mais de US$ 75 milhões em contas de offshores em paraísos fiscais. Sobre o ex-chefe de campanha, recai a acusação de ter lavado cerca de US$ 18 milhões. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Receba por e-mail as principais notícias sem pagar nada.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos