Autor de ataque em Nova York é acusado de 'terrorismo'

NOVA YORK, 01 NOV (ANSA) - O uzbeque Sayfullo Saipov, autor do ataque que matou oito pessoas em uma ciclovia de Nova York na última terça-feira (31), foi formalmente acusado de "terrorismo" pela Procuradoria dos Estados Unidos.   

A denúncia foi apresentada após Saipov, que está internado em um hospital por causa dos ferimentos causados pelos tiros da Polícia, ter sido interrogado e confirmado que se inspirara no Estado Islâmico (EI) para atropelar pessoas com uma camionete em Nova York.   

Segundo as autoridades norte-americanas, o uzbeque assistiu a mais de 90 vídeos do grupo terrorista em seu celular, incluindo um com o "califa" da milícia, Abu Bakr al Baghdadi. O plano de Saipov era colocar a bandeira do EI no veículo, mas ele acabou mudando de ideia para não "chamar atenção".   

O atentado foi planejado por mais de um ano, e policiais encontraram na camionete um bilhete com a frase "O Estado Islâmico durará para sempre", além de várias facas. No entanto, acredita-se que Saipov tenha agido sozinho, sem a coordenação do EI.   

A postura do uzbeque de colaborar com as investigações e responder aos questionamentos da Polícia contraria o comportamento geralmente adotado por "lobos solitários" inspirados pela ideologia jihadista.   

Em ataques desse tipo, raramente o agressor escapa com vida, já que seu objetivo é matar o maior número de pessoas até ser abatido pelas forças de segurança. Quando sobrevivem, como no caso de Salah Abdeslam, acusado de envolvimento nos atentados de 13 de novembro de 2015, em Paris, eles costumam ficar em silêncio.   

O FBI, a polícia federal dos Estados Unidos, busca um segundo homem para ser interrogado, o também uzbeque Mukhammadzoir Kadirov, mas ainda não se sabe qual seria sua ligação com Saipov e com o atropelamento em Nova York.   

O atentado ocorreu por volta de 15h de terça-feira, quando o terrorista atropelou diversas pessoas com uma camionete alugada em West Street, em Manhattan. O agressor só parou o veículo após se chocar contra um ônibus escolar.   

Das oito vítimas do ataque, cinco eram da Argentina, duas, dos Estados Unidos, e uma, da Bélgica. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos