CIA divulga 470 mil arquivos achados no covil de Bin Laden

ROMA, 01 NOV (ANSA) - A Agência Central da Inteligência dos Estados Unidos (CIA) disponibilizou nesta quarta-feira (1º) cerca de 470 mil arquivos encontrados no covil de Osama bin Laden em Abbottabad, no Paquistão.   

O pacote possui 500 GB e inclui cartas, documentos familiares, vídeos, fotos e um diário de 288 páginas escrito pelo fundador da Al Qaeda. O material está em árabe.   

Segundo a CIA, foram mantidos em sigilo apenas arquivos protegidos por direitos autorais, capazes de prejudicar a segurança nacional ou que envolvam "pornografia". O objetivo da agência é fornecer informações relevantes para o "entendimento dos planos e modos de atuação de organizações terroristas".   

Responsável pelos atentados de 11 de setembro de 2001, Bin Laden foi morto por tropas dos Estados Unidos em 2 de maio de 2011, durante um cerco de 40 minutos contra seu covil em Abbottabad.   

Seu corpo foi atirado no mar, após um funeral islâmico no porta-aviões Carl Vinson. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos