Topo

Ex-líder catalão não irá à Espanha para prestar depoimento

01/11/2017 13h07

BRUXELAS, 1 NOV (ANSA) - Faltando menos de um dia para o depoimento do ex-presidente da Catalunha Carles Puigdemont à Audiência Nacional, o advogado do catalão, Paul Bekaert, informou que seu cliente não prestará o depoimento na Espanha.   

Em uma declaração à imprensa europeia nesta quarta-feira (1), Bekaert sugeriu que o depoimento seja tomado em Bruxelas.   

Puigdemont foi à cidade belga na segunda-feira (30) e ainda não retornou para a Espanha por não haver condições de segurança.   

"É bastante óbvio que meu cliente vai adotar, a partir de agora, uma atitude de espera para ver o que acontece", disse Bekaert à emissora holandesa "NOS". Já à emissora "VRT", ele voltou a afirmar que Puigdemont não vai pedir asilo político na Bélgica e que aguarda a oportunidade de voltar ao seu país "em segurança".   

Puigdemont, seu ex-vice, Oriol Junqueras, e outros 13 ex-ministros catalães foram acusados de "rebelião", entre outros delitos, pela Procuradoria de Madri. Após a denúncia, a juíza da Audiência Nacional, Carmen Lamela, aceitou o pedido e convocou os acusados para depoimentos nos dias 2 e 3 de novembro.   

Além disso, ela ordenou que os acusados deem uma "garantia" de 6,2 milhões de euros sob a ameaça de que, em caso contrário, haveria o bloqueio de bens. Todos os acusados podem pegar até 30 anos de prisão. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.