Mafioso italiano manda matar filha apaixonada por policial

PALERMO, 2 NOV (ANSA) - Um chefe da máfia de Bagheria, no sul da Itália, foi preso após mandar matar a própria filha por ela ter se apaixonado por um carabinieri (polícia italiana).   

De acordo com as autoridades locais, Pino Scaduto, que já havia sido preso anteriormente, afirmou que o relacionamento da filha, Catherine, estava relacionado com seus problemas com a justiça.   

Desta forma, o mafioso pediu para que seu filho executasse a jovem.   

"Ela virou informante", teria dito Scaduto ao filho, que não aceitou cometer o crime porque temia que fosse preso. O homem, de 30 anos, também responde acusações na justiça.   

Após o jovem recusar o pedido do pai, o mafioso tentou contratar um matador de aluguel, que também negou o serviço por se tratar de uma disputa familiar.   

Segundo Scaduto, Catherine teria repassado informações ao namorado, o que levou à prisão do seu padrinho de batismo em 2008. "Eu estava com raiva", disse o pai às autoridades.   

O chefe da máfia foi detido durante a operação batizada "Nuova alba", que levou à prisão de mais 16 pessoas acusadas de associação mafiosa. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos