No dia dos finados, cemitério macabro cultua mortos na Itália

ROMA, 2 NOV (ANSA) - Considerado o maior ossário da Europa, o Cemitério delle Fontanelle, em Nápoles, oferece nesta quinta-feira (2), data em que celebrado o dia dos finados, um dos passeios mais curiosos e "macabros" da Itália, repleto de adoração.   


Imerso no frio úmido dos subterrâneos da cidade, o depósito abriga mais de 8 mil restos mortais, entre crânios, tíbias e outras partes do corpo. Atualmente, o local é um ponto de refeência para vários rituais e lendas. As ossadas são de vítimas das epidemias de peste, em 1652, e de cólera, em 1836. Entre os crânios mais venerados pelos turistas está o da "Concetta", que é procurado por mulheres que querem ter filhos, e o do "Capitão", por aquelas que desejam se casar.   


O tour "macabro" guiado dura menos de uma hora e, durante a visita, a trilha sonora fica por conta das notas musicais do saxofonista Marco Zurzolo, o que costuma aumentar a sensação de medo nas pessoas.O som do instrumento, quase rouco, faz referência às lamentações de mulheres que pregavam pelas "almas abandonadas".   


Uma das práticas mais comuns é 'adotar' uma caveira para ser seu protetor espiritual, dando-lhe até nome e 'biscoitos' em troca de proteção. A entrada no cemitério é gratuita, e o local fica aberto todos os dias da semana, das 10h às 17h. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.



Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos