Ex-presidente catalão diz estar pronto para se candidatar

BRUXELAS, 03 NOV (ANSA) - O presidente destituído da Catalunha, Carles Puigdemont, afirmou nesta sexta-feira (3) que está pronto para se candidatar nas eleições regionais marcadas para 21 de dezembro, mesmo tendo se autoexilado na Bélgica.   

A declaração foi dada em entrevista à emissora pública belga "RTBF", em meio à expectativa de que a Audiência Nacional da Espanha, tribunal sediado em Madri, emita um mandado de prisão europeu contra o líder separatista.   

"Posso fazer campanha de qualquer lugar, visto que vivemos em uma sociedade globalizada", disse Puigdemont, destituído do governo da Catalunha e acusado de "rebeldia" e "sedição" por causa da declaração unilateral de independência aprovada no fim de outubro.   

Segundo o ex-presidente, a comunidade autônoma precisa de um governo "legítimo" e "protegido dos riscos da Justiça espanhola, que não pode garantir nada". "As eleições devem ocorrer de modo mais normal possível. Não é com um governo na prisão que essas eleições serão independentes, neutras e normais", acrescentou.   

O pleito regional na Catalunha foi antecipado para dezembro pelo governo da Espanha, que destituiu a administração da comunidade autônoma e dissolveu seu Parlamento. Além disso, a Audiência Nacional ordenou a prisão de oito dirigentes catalães que ficaram no país.   

O próximo passo deve ser a emissão de um mandado de prisão europeu contra Puigdemont e os cinco membros de seu governo que o acompanharam até Bruxelas. "Estou disposto a me entregar à verdadeira Justiça [a da Bélgica], mas não à Justiça espanhola", disse o ex-presidente. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos