Ex-vice de Cristina Kirchner é preso por lavagem de dinheiro

BUENOS AIRES, 03 NOV (ANSA) - O ex-vice-presidente da Argentina Amado Boudou (2011-2015) foi preso nesta sexta-feira (3), em Buenos Aires, sob as acusações de lavagem de dinheiro e associação ilícita.   

O ex-companheiro de chapa de Cristina Kirchner foi detido em seu apartamento no luxuoso bairro de Puerto Madero, após uma determinação do juiz Ariel Lijo. Segundo o magistrado, Boudou dispõe de "poder econômico para eludir ou atrapalhar o processo".   

Também foi preso, no âmbito do mesmo caso, José María Núñez Carmona, sócio do ex-vice-presidente. De acordo com a imprensa local, uma perícia concluída poucos dias atrás constatou "irregularidades" na evolução patrimonial de Boudou.   

"A associação desenvolveu seus desígnios criminosos ao menos desde princípios de agosto de 2009, momento em que Amado Boudou assumiu o Ministério de Economia e Finanças da Nação, até o mês de dezembro de 2015, quando finalizou seu mandato como vice-presidente", diz a ordem de prisão.   

A suspeita é de que Boudou tenha enriquecido de maneira "injustificada" durante sua permanência no poder público, ocultando a fonte real de parte de seus recursos por meio de lavagem de dinheiro. É a primeira vez na história da Argentina que um ex-vice-presidente é detido por corrupção. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos