Começa julgamento de Marin nos EUA por subornos

SÃO PAULO, 06 NOV (ANSA) - O ex-presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) José Maria Marin, 85 anos, participou nesta segunda-feira (6), em Nova York, nos Estados Unidos, do primeiro do dia do julgamento no qual ele é réu por corrupção.   


Além de Marin, também são acusados o peruano Manuel Burga e o paraguaio Juan Ángel Napout, todos envolvidos no escândalo que abalou a imagem da Fifa e da cartolagem do futebol mundial em 2015.   


O ex-chefe da CBF saiu do Tribunal Federal do Brooklin em meio ao protesto de dois cidadãos brasileiros, um deles ex-funcionário da entidade, segundo o "Globo Esporte", que seguravam uma faixa contra o cartola.   


Em regime de prisão domiciliar em um luxuoso edifício de Manhattan desde novembro de 2015, Marin é acusado de cobrar propinas em contratos de transmissão televisiva e marketing relativos à Copa do Brasil, à Copa América e à Libertadores.   


O primeiro dia de julgamento deu início à escolha do júri, processo que deve durar até quinta-feira (9). Apenas depois disso, a juíza Pamela Chen começará a tomar depoimentos de testemunhas de defesa e acusação.   


O caso é julgado nos Estados Unidos porque Marin teria usado o sistema bancário norte-americano para movimentar o dinheiro supostamente fruto de propina. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.



Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos