Meio-irmão de Bin Laden está entre presos na Arábia Saudita

ROMA, 06 NOV (ANSA) - Um meio-irmão do fundador da Al Qaeda, Osama bin Laden, está entre as dezenas de pessoas presas no último fim de semana no âmbito de um inquérito anticorrupção na Arábia Saudita.   

A informação é da rede catariana "Al Jazeera", que diz que Bakr bin Laden, 69 anos, foi detido pela comissão criada pelo rei Salman para punir desvios de recursos no país.   

Bakr é acionista de maioria do conglomerado de construção e engenharia Saudi Binladin Group (SBG), baseado na cidade de Jeddah e que possui projetos no mundo inteiro, inclusive participação em uma unidade de extração de mármore em Carrara, na Itália.   

A investigação anticorrupção prendeu 11 príncipes sauditas, incluindo Alwaleed bin Talal, uma das pessoas mais ricas do planeta, e dezenas de ex-ministros, ex-vice-ministros e homens de negócios.   

Apesar de autorizada pelo rei Salman, a comissão é atribuída ao príncipe herdeiro da Arábia Saudita, Mohammad bin Salman, que estaria tentando realizar um expurgo de possíveis dissidentes contra seu plano de reformas sociais e econômicas para o país.   

Mohammad pretende reduzir a dependência da economia saudita do petróleo e promover uma versão "moderada" do Islã, em uma nação que segue o "wahabismo", vertente sunita ultraconservadora.   

(ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos