Puigdemont aciona Corte de Direitos Humanos contra Espanha

ESTRASBURGO, 08 NOV (ANSA) - O ex-presidente da Catalunha Carles Puigdemont e a ex-chefe do Parlamento da comunidade autônoma Carme Forcadell entraram com um recurso na Corte Europeia de Direitos Humanos contra uma decisão do Tribunal Constitucional da Espanha.   

A ação é assinada por outros 74 ex-parlamentares catalães e contesta a suspensão de uma sessão do legislativo regional marcada para 9 de outubro passado, quando acreditava-se que a comunidade declararia sua independência unilateralmente, o que só viria a acontecer no fim do mês.   

O recurso foi impetrado quando Puigdemont e Forcadell ainda estavam em seus cargos, em 18 de outubro, mas foi divulgado pela Corte Europeia, sediada em Estrasburgo, na França, apenas nesta quarta-feira (8).   

Atualmente, o tribunal de direitos humanos também analisa ações questionando as multas impostas pela Corte Constitucional contra membros do comitê eleitoral responsável pelo plebiscito separatista de 1º de outubro.   

Na última terça (7), Puigdemont também anunciou que pretende acionar Estrasburgo por supostas violações dos direitos humanos pela Espanha na prisão de ex-membros do governo catalão e no "exílio" dele e de mais quatro aliados em Bruxelas.   

O ex-presidente viajou à Bélgica após ter sido denunciado por crimes ligados à declaração de independência. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos