Procuradoria denunciará vice do Equador por 'caso Odebrecht'

SÃO PAULO, 9 NOV (ANSA) - A Procuradoria-Geral do Equador informou nesta quarta-feira (8) que denunciará o vice-presidente do país, Jorge Glas, por conta do esquema de corrupção do governo com a empreiteira brasileira Odebrecht.   

"Um parecer acusatório será criado contra 13 processados e será apresentado, por escrito, um parecer de abstenção a favor de cinco processados", informou o procurador-geral, Carlos Baca, à imprensa local.   

Entre os "absolvidos" pelos procuradores, estão quatro funcionários da Odebrecht, incluindo dois brasileiros. Um deles, José Conceição Santos Filho, que representou a construtora no país entre 2010 e 2016, foi quem denunciou o esquema de pagamento de propinas e incriminou Glas.   

O ex-presidente do Equador Rafael Correa usou o Twitter para ironizar a decisão da Procuradoria de não indiciar os funcionários da construtora brasileira.   

"O mundo deve saber disso: no caso de corrupção da Odebrecht, o único 'inocente' é a Odebrecht. Pactaram com a empresa para envolver sem provas o vice-presidente, e assim apoderar-se da Vice-presidência da República do Equador. Algum dia terão que responder por isso", escreveu nesta quinta-feira (9).   

De acordo com as investigações, o sistema pagou cerca de US$ 33 milhões em propinas para funcionários públicos em troca de obras no país. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos