Itália expulsa 3 suspeitos de ter ligação com Estado Islâmico

ROMA, 19 NOV (ANSA) - As autoridades italianas expulsaram neste domingo (19) dois marroquinos e um tunisiano suspeitos de manter contato com os foreign fighters [os extremistas estrangeiros que lutam por grupos terroristas] do grupo jihadista Estado Islâmico (EI) na Síria.   

De acordo com o governo da Itália, o tunisiano, 31 anos, possui diversas acusações criminais anteriores por porte e tráfico de drogas. O homem é investigado por ter sido combatente do EI na Síria em 2013 e havia sido encontrado no dia 23 de agosto em Perugia.   

Ao ser detido, as autoridades italianas encontraram em seu celular um arquivo de áudio no qual os terroristas eram citados.   

Por sua vez, os dois marroquinos, 25 e 26 anos, estariam em contato com o grupo por meio do Facebook. Na rede social, eles publicaram diversos conteúdos jihadistas.   

Com a decisão, assinada pelo ministro do Interior, Marco Minniti, a Itália totaliza 96 expulsões desde o inicio do ano.   

Ao todo, desde 2015, foram expulsas 228 pessoas suspeitas de ter ligação com terroristas. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos