Partido do Zimbábue expulsa Mugabe da liderança

HARARE, 19 NOV (ANSA) - O presidente do Zimbábue, Robert Mugabe, foi destituído do cargo de líder do partido União Nacional Africana do Zimbábue-Frente Patriótica (ZANU-PF) neste domingo (19) e substituído pelo ex-vice-presidente, Emmerson Mnangagwa.   

Com a saída de Mugabe do cargo, aumenta a pressão para que o líder de 93 anos saia efetivamente da presidência depois de 37 anos como chefe de Estado. Em reunião extraordinária convocada depois que as seções provinciais retiraram seu apoio a Mugabe, o principal órgão executivo do partido escolheu Mnangagwa como o novo líder. O vice foi destituído na semana passada, o que foi criticado como uma provável iniciativa para abrir caminho para a primeira-dama Grace suceder o marido.   

Antes da reunião, o presidente do Comitê, Obert Mpofu, disse em coletiva de imprensa, que Mugabe é um "presidente em fim de mandato". Além disso, ele elogiou a intervenção das forças armadas, que abrem uma "nova era, não só para o partido, mas para o país".   

Mpofu ainda considerou que o líder do Zimbábue fez um grande trabalho "até que Grace e seus parceiros se aproveitaram dele quando envelheceu".   

De acordo com a imprensa local, a sessão parlamentar para encerrar o mandato de Mugabe pode acontecer até a próxima terça-feira (21).   

Após a destituição do presidente mais velho em atividade do mundo da liderança do partido, Grace também foi expulsa do ZANU-PF. Ontem (18), milhares de pessoas tomaram às ruas da capital Harare cantando, dançando e abraçando soldados na expectativa da queda de Mugabe, que está detido em prisão domiciliar. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos