Trump declara Coreia do Norte como patrocinadora do terror

WASHINGTON, 20 NOV (ANSA) - O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, anunciou nesta segunda-feira (20) que vai recolocar a Coreia do Norte na lista de Estados patrocinadores de terrorismo, além de divulgar novas sanções contra Pyongyang nesta terça-feira (21). De acordo com o republicano, a decisão anunciada durante uma reunião com membros do gabinete na Casa Branca deveria "ter ocorrido há anos". "Hoje, os Estados Unidos estão designando a Coreia do Norte como um Estado patrocinador do terrorismo", afirmou. Em coletiva de imprensa, Trump também exigiu que o regime do ditador Kim Jong-un encerre seu programa de desenvolvimento nuclear e mísseis balísticos.   

A Coreia do Norte foi retirada da lista de países patrocinadores de terrorismo em 2008, pelo ex-presidente republicano George W.   

Bush. A medida foi uma tentativa de salvar as negociações para um possível acordo nuclear. Síria e Sudão estão na lista.   

Durante a reunião, o magnata também acusou a Coreia do Norte de apoiar "atos de terrorismo internacional", incluindo assassinatos em solo estrangeiro. Em fevereiro deste ano, a Coreia do Sul já havia pedido ao governo norte-americano para incluir novamente os norte-coreanos nessa lista em decorrência do assassinato de Kim Jong-nam, irmão mais velho de Jong-un.   

Desde que assumiu o poder da maior potência mundial, o presidente dos Estados Unidos apostou em uma retórica firme contra os programas de armas nucleares de Pyongyang. Inclusive, Trump chegou a ameaçar "destruir totalmente a Coreia do Norte" durante seu discurso na Assembleia-Geral da ONU. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos