PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Em Ações de Graças, EUA reforça segurança contra terrorismo

23/11/2017 12h59

WASHINGTON, 23 NOV (ANSA) - Os Estados Unidos celebram nesta quinta-feira (23) o "Dia de Ação de Graças", um de seus feriados mais tradicionais. Para o famoso desfile em Nova York, as autoridades reforçaram a segurança para evitar possíveis ataques terroristas.   

De acordo com a polícia norte-americana, não existe nenhuma ameaça concreta, mas os principais pontos terão uma segurança fortalecida com atiradores em telhados, barreiras de concretos e um número maior de agentes armados entre a multidão A medida acontece principalmente depois do ataque terrorista ocorrido em Manhattan no último dia 31 de outubro. Na ocasião, um uzbeque de 29 anos atropelou diversos pedestres com um furgão em uma ciclovia na área de Tribeca. Oito pessoas morreram.   

Ontem (22), na véspera do "Thanksgiving", o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, participou da tradicional cerimônia de "perdão" a um peru.   

Antes do ritual, o republicano participou de uma coletiva de imprensa juntamente com a primeira-dama, Melania, e o filho deles, Barron, e fez uma piada. "Como muitos de vocês sabem, tenho sido muito ativo em derrubar uma série de ações executivas de meu antecessor. No entanto, fui informado pelo Conselho da Casa Branca que o perdão de Tater e Tot [perus perdoados no ano passado] não podem ser revogados em nenhuma circunstância", disse.   

Nesta quinta-feira (23), Trump publicou uma mensagem em sua conta no Twitter afirmando que o país tem apresentado uma melhora significativa. "Feliz Ação de Graças, seu país está começando a melhorar. Empregos voltando, maior mercado de ações, militares ficando realmente forte", escreveu.   

Lançada pelo presidente George H.W.Bush, a tradição indica que na véspera da celebração o mandatário deve perdoar a vida de um peru. Já no dia de Ação de Graças, as famílias se reúnem para jantar um peru assado.   

A tradicional festa ocorreu nos primeiros anos da colonização europeia na América do Norte, quando os europeus davam graças a Deus peã abundância da colheita e ajuda recebida por parte dos índios. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Internacional