Papa Francisco chega a Myanmar e é recebido por autoridades

ROMA, 27 NOV (ANSA) - Após cerca de 10 horas de viagem, o papa Francisco chegou nesta segunda-feira (27) a Myanmar e deu início a sua 21ª viagem internacional. No aeroporto de Yangon, ele foi recebido por autoridades religiosas e políticas, mas não deu nenhuma declaração pública.   

O Pontífice ainda foi recebido por centenas de crianças e representantes de diversos grupos étnicos locais. Do aeroporto, o líder católico seguiu para a residência do arcebispado de Yangon, onde permanecerá durante seus dias de visita ao país.   

A agenda do religioso começará, de fato, nesta terça-feira (28), quando fará uma visita à Presidência do país asiático e terá reuniões com membros da sociedade civil e do Corpo Diplomático. É esperado que ele se reúna com a conselheira e líder de fato de Myanmar, a Nobel da Paz, Aung San Suu Kyi.   

A expectativa sobre esse encontro é sobre como Francisco lidará com a questão da crise dos muçulmanos rohingyas, uma minoria religiosa que é duramente perseguida no país. Jorge Mario Bergoglio foi "orientado" a não citar a palavra rohingya durante seus discursos, mas o porta-voz do Vaticano, Greg Burke, informou que "não sabia" como o argentino lidaria com a questão.   

Desde julho, mais de 620 mil rohingyas deixaram Myanmar em busca de segurança no país vizinho, Bangladesh, que também fará parte do roteiro de Francisco pela Ásia.   

O Papa permanecerá em Myanmar até o dia 30 de novembro, quando embarca para Daca. O retorno para Roma ocorre no dia 2 de dezembro.   

- Telegramas: Como de costume, o Pontífice enviou telegramas para os países que sobrevoou até chegar em Yangon. Na comunicação para o presidente da Itália, Sergio Mattarella, ele escreveu que reza "pelo povo italiano para que ele possa olhar para o futuro com confiança e esperança, construindo o bem comum na atenção das necessidades de todos os cidadãos".   

"No momento em que deixo Roma para ir para Myanmar e Bangladesh como um peregrino da paz, para encorajar as pequenas, mas fervorosas comunidades católicas, envio ao senhor presidente minha mais cara saudação", escreveu ainda.   

Francisco enviou telegramas de saudações para as autoridades da Croácia, Bósnia e Herzegovina, Montenegro, Sérvia, Bulgária, Turquia, Geórgia, Azerbaijão, Turcomenistão, Afeganistão, Paquistão e Índia. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos