Casal gay é impedido de trocar carícias em hotel na Itália

RÉGIO DA EMÍLIA, 1 DEZ (ANSA) - Um casal homossexual disse ter sido vítima de homofobia em um hotel na Itália, quando um segurança do estabelecimento proibiu a dupla de trocar carícias dentro de uma banheira de hidromassagem do spa. Alessando Curti, de 21 anos, e Antonio Camposano, 22, estava em uma banheira dentro do spa do hotel Terme Merano, localizado em Trentino-Alto Ádige, região norte da Itália. Os dois, que são são ativistas de direitos LGBT, foram impedidos de trocarem carícias no local. De acordo com informações da imprensa italiana, um cliente do spa se sentiu incomodado com o comportamento do casal e pediu a um salva-vidas para tomar providências: "Gente, não é discriminação, mas não façam isso aqui porque têm crianças.", disse o funcionário. Após o ocorrido, o casal procurou a recepção. A diretoria do hotel alegou que condutas "inadequadas", mesmo entre "casais normais", não são aceitas. Curti e Camposano são membros da maior associação de defesa dos homossexuais da Itália, a Arcigay. O presidente da entidade, Alberto Nicolini, criticou o incidente.   

"Aos responsáveis, solicitamos reembolso dos dois tíquetes e da viagem paga pelo casal. Pedimos que uma igualdade de tratamento seja estabelecida imediatamente, o que vale para os heterossexuais deve valer para qualquer outra relação afetiva." (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos