Juventus impõe limite ao Napoli e encosta na liderança

SÃO PAULO, 01 DEZ (ANSA) - Caiu o penúltimo invicto da Série A.   


Após 14 rodadas, 12 vitórias e dois empates, o líder Napoli parou na hexacampeã Juventus e perdeu por 1 a 0 diante de um San Paolo lotado, correndo o risco agora de ser desbancado na ponta da tabela.   


E quis o destino que o autor do gol da vitória bianconera fosse o homem mais odiado atualmente pelos napolitanos: o argentino Gonzalo Higuaín, tirado de Nápoles pela Velha Senhora ao preço de 90 milhões de euros em 2016.   


Aos 13 minutos de jogo, Douglas Costa puxou contra-ataque pelo meio e acionou Paulo Dybala, que colocou "Pipita" na cara do gol para marcar. Na comemoração, Higuaín levou a mão à orelha para provocar a torcida do Napoli, que o vaiava desde o aquecimento.   


Com 38 pontos, o time do sul da Itália viu a Juve chegar a 37 e encostar na liderança. Além disso, a Inter de Milão, última invicta na Série A, joga no próximo domingo contra o Chievo Verona, em casa, e pode assumir a primeira posição.   


A derrota no San Paolo é uma ducha de água fria em um Napoli que apresentava o futebol mais envolvente do país, mas que terá uma partida decisiva já na próxima quarta-feira (6), quando precisará vencer o Feyenoord na Holanda e torcer por uma derrota do Shakhtar Donetsk frente ao Manchester City para avançar às oitavas da Liga dos Campeões.   


Outro motivo de preocupação para os napolitanos é seu principal jogador, o atacante Lorenzo Insigne, que saiu com dores musculares aos 31 minutos do segundo tempo e virou dúvida para o duelo pela Champions. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.



Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos