Medalhista olímpico italiano se aposenta das piscinas

ROMA, 02 DEZ (ANSA) - O nadador e medalhista olímpico italiano Filippo Magnini, 35 anos, anunciou sua aposentadoria neste sábado (2), após ter terminado em terceiro lugar a prova dos 200 metros estilo livre em um campeonato de piscina curta em Riccione, na Emília-Romana.   


Depois da disputa, Magnini pegou o microfone e se dirigiu ao público para anunciar sua decisão, definida por ele mesmo como um "improviso". As pessoas presentes no ginásio se levantaram e aplaudiram o nadador.   


"Estou feliz neste momento e por ter encerrado [a carreira] agora. Espero ter escrito um pedaço de história na natação italiana", declarou Magnini, vencedor de uma medalha de bronze nos Jogos Olímpicos de 2004, no revezamento 4x200m livre, e capitão da equipe azzurra de natação nas Olimpíadas do Rio de Janeiro, em 2016.   


O italiano também possui dois títulos mundiais e é ex-namorado de Federica Pellegrini, maior atleta da história da natação do país europeu. A aposentadoria chega dois meses depois da abertura de uma investigação contra Magnini por "uso ou tentativa de uso" de substâncias dopantes e "cumplicidade".   


O caso ainda está cercado de incertezas e diz respeito a um suposto comércio de anabolizantes envolvendo o médico nutricionista Guido Porcellini, de quem ele era paciente. "Me submeto a análises antidoping desde os 18 anos, e todas deram negativo. Estou sereno", garantiu Magnini. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.



Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos