Filho de ex-presidente do Iêmen jura vingança

BEIRUTE, 05 DEZ (ANSA) - O filho do ex-presidente do Iêmen Ali Abdullah Saleh, morto por rebeldes houthis perto da capital Sanaa, instou seus seguidores a "se vingarem" do assassinato de seu pai e a combaterem a insurreição em curso no país árabe.   


Citado por uma emissora saudita, Ahmad Ali Saleh, que está em prisão domiciliar nos Emirados Árabes Unidos, afirmou que guiará "a batalha até que o último houthi seja expulso do Iêmen". "O sangue de meu pai soará como o inferno nas orelhas do Irã", acrescentou.   


Teerã apoia os rebeldes xiitas houthis, enquanto os Emirados Árabes integram a coalizão liderada pela Arábia Saudita para restabelecer o governo iemenita, chefiado pelo sunita Abd Rabbuh Mansur al Hadi, ex-vice de Saleh.   


O ex-presidente, de 75 anos, foi morto após ter rompido sua aliança com os insurgentes e passado para o lado saudita - ele havia sido deposto em 2012, em meio à Primavera Árabe, após 34 anos no poder. Seu apoio aos houthis já havia sido recebido com surpresa à época.   


O conflito armado no país já deixou cerca de 10 mil mortos e 40 mil feridos. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.



Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos