Premier do Líbano volta atrás e revoga própria renúncia

BEIRUTE, 5 DEZ (ANSA) - O primeiro-ministro libanês, Saad Hariri, voltou atrás nesta terça-feira (5) e "revogou" oficialmente sua própria renúncia, a qual tinha sido anunciada há um mês durante uma visita à Arábia Saudita. De acordo com a imprensa libanesa, Hariri presidiu hoje uma reunião do Conselho de Ministros e anunciou o "cancelamento" da sua renúncia. No dia 4 de novembro, durante uma visita a Riad, o premier fez um pronunciamento surpresa na televisão informando que deixaria o o cargo. A renúncia de Hariri provocou uma série de polêmicas, já que várias forças políticas libanesas acusaram a Arábia Saudita de pressioná-lo para deixar o poder, além de mantê-lo refém em um hotel. Hariri sempre negou que estivesse recebendo ordens dos sauditas e, depois de três semanas, viajou a Paris, a convite do presidente francês, Emmanuel Macron, e voltou para o Líbano.   

Logo que entrou no país, o governo libanês suspendeu a renúncia, mas somente hoje o premier tocou oficialmente no assunto e revogou a decisão. Saad Hariri, filho do ex-premiê assassinado Rafik Hariri, nasceu em Riad e possui cidadania saudita e francesa, além da libanesa.   

(ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos