Trump se proclama vencedor da 'guerra do Feliz Natal'

SÃO PAULO, 25 DEZ (ANSA) - Em mais uma de suas polêmicas no Twitter, o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, disse ter liderado uma causa para proteger a frase "Feliz Natal".   

Segundo o mandatário republicano, as pessoas estão orgulhosas em dizer a saudação novamente. "Estou orgulhoso por ter liderado a causa contra o ataque à nossa querida e bela frase. Feliz Natal", escreveu Trump na rede social.   

O magnata alega que as pessoas não tinham a mesma liberdade para desejar "Feliz Natal" até ele chegar à Presidência, embora seu antecessor, o democrata Barack Obama, tenha repetido a saudação em diversas ocasiões durante seus dois mandatos.   

Na visão de Trump, apoiada por setores ultraconservadores, dizer "boas festas" é um desrespeito aos valores religiosos norte-americanos, por desconsiderar uma das datas mais importantes do calendário cristão. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos