China condena dissidente Wu Gan a 8 anos de cadeia

PEQUIM, 26 DEZ (ANSA) - Um tribunal da China condenou nesta terça-feira (26) o ativista e blogueiro Wu Gan, conhecido pelo nome "Supercarniceiro Vulgar", a oito anos de cadeia por "subversão". Além disso, o dissidente perdeu os direitos políticos por cinco anos.   

Segundo a Corte do Povo de Tianjin, Wu "disseminou informações falsas" e usou "insultos online" para "subverter o poder do Estado". Para isso, ele também "organizava encontros públicos ilegais". De acordo com o tribunal, seu objetivo final era "arruinar o sistema socialista".   

O dissidente ficou famoso em 2009, quando defendeu publicamente uma mulher da província de Hubei que matou um funcionário do Partido Comunista que tentara violentá-la. No entanto, ele entrou na mira das autoridades ao colocar nas redes sociais uma foto com os rostos de três dirigentes do país sobre corpos de porcos.   

Porta-voz das denúncias de corrupção contra expoentes do partido, Wu tem 45 anos e já havia sido preso em duas ocasiões, em 2015 e 2016. "Agradeço ao partido por ter me concedido essa honra", ironizou o ativista após a leitura da sentença.   

"Permanecerei fiel à nossa aspiração original, arregaçarei as mangas e me empenharei ainda mais", acrescentou, brincando com frases usadas normalmente pelo presidente da China, Xi Jinping.   

(ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos