PUBLICIDADE
Topo

Tribunal de NY absolve cartola peruano no 'caso Fifa'

26/12/2017 16h12

NOVA YORK, 26 DEZ (ANSA) - O júri do Tribunal Federal do Brooklin absolveu nesta terça-feira (26) o ex-presidente da Federação Peruana de Futebol (FPF) Manuel Burga, 60 anos, no processo sobre o escândalo de corrupção na Fifa.   


Ele era réu ao lado dos ex-mandatários da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) José Maria Marin, 85, e da Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol) Juan Ángel Napout, 59, ambos condenados.   


Burga era acusado de lavagem de dinheiro e de ter recebido propinas em contratos de marketing e direitos de transmissão relativos a torneios de futebol. "Deus abençoe a América, deixo para sempre o futebol e voltarei a trabalhar como advogado", disse o peruano após a decisão.   


Na última sexta (22), Marin e Napout já haviam sido declarados culpados pelo corpo de jurados e levados para uma penitenciária.   


As penas ainda serão definidas pela juíza Pamela Chen, que julga o caso.   


Segundo o júri, o ex-presidente da CBF recebeu US$ 6,5 milhões em propinas ligadas a contratos da Copa do Brasil, da Copa América e da Libertadores. Ele é o primeiro ex-comandante do futebol brasileiro a ser condenado pela Justiça. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.