Israel aprova polêmica lei sobre investigações policiais

TEL AVIV, 28 DEZ (ANSA) - O Parlamento de Israel (Knesset) aprovou no fim da noite desta quarta-feira (27) a polêmica lei que impede que a polícia torne públicas suas recomendações após o fim de uma investigação criminal.   

A oposição tentou obstruir a votação por dois dias, mas o governo conseguiu os votos para aprovar o documento - por 59 a favor e 54 contrários. De acordo com os opositores, a nova legislação é uma maneira de intimidar a Polícia.   

No entanto, eles conseguiram pressionar para que a medida não valha para investigações já iniciadas, incluindo as duas que foram abertas por suposta corrupção do primeiro-ministro do país, Benjamin Netanyahu.   

Para os críticos da medida, a ideia do governo é proteger os políticos corruptos da pressão popular, já que os resultados das investigações não serão tornados públicos. Os defensores dizem que a medida quer evitar vazamentos e não afetar a reputação de pessoas suspeitas.   

Um dos líderes da oposição, Yair Lapid, anunciou que apresentará um recurso na Corte Suprema contra a aprovação da lei. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos