Mais duas pessoas morrem em protestos no Irã

TEERÃ, 1 JAN (ANSA) - Mais duas pessoas morreram durante a série de protestos contra o governo do Irã, informa a mídia local nesta segunda-feira (1). As vítimas faleceram na cidade de Izeh, na província do Khuzistão, segundo informou o parlamentar Hedayatollah Khademi à agência de notícias local Irna.   

Além dos mortos, duas ficaram feridas e foram levadas para o hospital e cerca de uma dezena foi presa na cidade porque foram encontrados explosivos nas casas onde moravam. Apesar de não ter sido confirmado, o número de mortos chega a seis conforme a maior parte da mídia do país. Já a TV de Estado fala em até 12 mortos. Os protestos começaram no dia 28 de dezembro e protestavam contra a inflação e a falta de trabalho. No entanto, os atos se espalharam pelo país e viraram um protesto contra o governo do país, liderado por Hassan Rohani.   

Ontem (31), o mandatário fez um pronunciamento em que disse que o "povo iraniano é livre para se manifestar", mas alertou que a polícia não iria tolerar a destruição de instituições públicas.   

Esses são os maiores protestos no país desde 2009. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos