Presidente do Equador precisará escolher novo vice

QUITO, 3 JAN (ANSA) - O presidente do Equador, Lenin Moreno, precisará escolher um novo vice após vencer o prazo para que Jorge Glas voltasse a assumir o posto.   

Na madrugada desta quarta-feira (3) chegou ao fim o período que, pela lei, o vice-presidente ainda poderia retomar suas funções.   

No entanto, agora, Glas perdeu o posto por "ausência no cargo".   

Ele estava fora do governo há 90 dias, desde que foi preso no dia 2 de outubro por envolvimento no esquema de corrupção da Odebrecht no Equador. Durante esse período, ele foi condenado a seis anos de prisão por corrupção.   

A Constituição equatoriana prevê que, em caso de ausência definitiva do vice-presidente, um sucessor precisa ser nomeado por uma "maioria especial" no Parlamento (69 votos em 173 disponíveis) após indicação do mandatário. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos