Ao menos 50 pessoas morrem em ataque aéreo saudita no Iêmen

BEIRUTE, 4 JAN (ANSA) - Ao menos 50 pessoas morreram nas últimas 24 horas em uma série de bombardeamentos aéreos realizados pela coalizão saudita no norte do Iêmen, informa a mídia da região nesta quinta-feira (4).   

A maior parte das mortes ocorreu na província de Hodeida, próxima ao Mar Vermelho, em um dos pontos do país que mais contam com bases dos rebeldes Houthis.   

Segundo dados das Nações Unidas, outros ataques mataram, desde o dia 26 de dezembro, ao menos 68 mortes entre civis, sendo 14 membros de uma mesma família em Hodeida e outros 54 em um mercado da província de Taiz.   

A coalizão internacional da Arábia Saudita faz ataques aéreos contra os rebeldes desde março de 2015, em um conflito que parece não ter fim. Os sauditas querem restabelecer o governo de Abd Rabbo Mansur Hadi, destituído pelos Houthis por conta da longa guerra interna pelo poder.   

Um relatório apresentado pelo vice-ministro da Saúde dos Houthis, Abdelsalam Al Midani, 10.363 pessoas morreram nos ataques feitos pelos sauditas entre o início do conflito e dezembro do ano passado. Desses, 2066 seriam crianças e 574 mulheres.   

De acordo com a ONU, mais de 8,6 mil pessoas morreram desde março de 2015. Outro grave problema causado pelo longo conflito é a crise humanitária. As Nações Unidas estima que mais de 20 milhões de pessoas necessitam de ajuda humanitária urgente.   

(ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos