EUA e Coreia do Sul adiam exercícios militares

WASHINGTON, 04 NOV (ANSA) - O governo de Donald Trump aceitou adiar os exercícios militares anuais com a Coreia do Sul para depois dos Jogos Olímpicos de Inverno de PyeongChang, que acontecerão entre 9 e 25 de fevereiro de 2018.   

A medida pode frear a escalada da tensão com a Coreia do Norte, após um ano de troca de ameaças entre Washington e Pyongyang.   

Segundo o porta-voz do Pentágono, Rob Manning, Trump concordou com o adiamento, pedido pelo presidente sul-coreano, Moon Jae-in.   

Nos últimos dias, as duas Coreias deram passos significativos para congelar a tensão na península, como a reabertura do canal de comunicação entre Seul e Pyongyang, que estava bloqueado havia quase dois anos.   

Em sua mensagem de fim de ano, em 31 de dezembro, Kim Jong-un, em uma rara declaração amistosa, desejou "sinceramente" que os Jogos de PyeongChang tenham "resultados positivos". O pronunciamento fez a Coreia do Sul abrir as portas para uma eventual participação de Pyongyang nas Olimpíadas de Inverno.   

PyeongChang fica a pouco mais de 100 quilômetros da fronteira com a Coreia do Norte, e há nos Estados Unidos o temor de que Kim Jong-un se aproveite do evento para fazer novas provocações.   

No Twitter, Trump tentou atribuir para si a retomada do diálogo na península. "Alguém realmente acredita que as conversas e o diálogo estariam ocorrendo agora se eu não tivesse sido firme, forte e disposto a usar toda a nossa força contra o Norte? Tolos, mas as conversas são uma coisa boa", escreveu o presidente, um dia depois de ter dito que tem um "botão nuclear maior e mais poderoso" que o de Kim.   

Ao longo de 2017, a Coreia do Norte realizou um intenso programa armamentista, com o maior teste nuclear de sua história e o lançamento de três mísseis intercontinentais, o último deles em novembro. A comunidade internacional reagiu com sanções econômicas contra Pyongyang, insuficientes para conter os objetivos militares do país. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Receba por e-mail as principais notícias sem pagar nada.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos