Cristãos coptas do Egito celebram Natal sob ameaça terrorista

CAIRO, 7 JAN (ANSA) - Os coptas do Egito celebraram neste sábado (6) o Natal sob forte esquema de segurança, ao final de um ano particularmente mortífero para a comunidade cristão no Oriente Médio.   

Durante as celebrações, a segurança em torno das principais igrejas do Cairo foram reforçadas por policiais. Todas as comemorações decorreram sem incidentes, e com a presença de diversas autoridades.   

O presidente Abdel al-Sisi marcou presença na celebração que aconteceu na nova catedral construída a 45 quilômetros do Cairo e inaugurada ontem. O mandatário fez questão de ser fotografado ao lado do papa Tawadros, líder da Igreja copta.   

Os cristãos egípcios têm sido vítimas de ataques ao longo dos últimos anos e as comemorações de Natal tendem a ser um período particularmente sensível.   

Os religiosos foram alvos do grupo jihadista Estado Islâmico (EI) mais uma vez no último dia 29, quando um homem armado atacou uma igreja em Helwan, ao sul do Cairo, e abriu fogo contra uma loja, deixando 10 mortos.   

Este atentado aconteceu um ano depois do primeiro de uma série de ataques aos cristãos no último ano, que causaram a morte de mais de 100 fiéis desta religião que representa mais de 10% da população egípcia. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Receba por e-mail as principais notícias sem pagar nada.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos