Papa batiza 34 bebês e pede que pais ensinem dialeto do amor

CIDADE DO VATICANO, 7 JAN (ANSA) - O papa Francisco batizou neste domingo (7) 34 crianças, sendo a maioria filhos dos funcionários do Vaticano, e pediu para que os pais e padrinhos os ensinem o "dialeto" do amor. "A transmissão da fé só se pode fazer em dialeto, no dialeto da família, no dialeto do papai e da mamãe, do avô e da avó", declarou.   

Durante a celebração na Capela Sistina, Francisco afirmou que durante o crescimento da fé das crianças, 18 meninas e 16 meninos, chegará um tempo para a catequese, com "ideias e explicações", mas só será possível um verdadeiro desenvolvimento se em casa "os pais falarem o dialeto do amor" e o transmitirem.   

Na tradicional missa da festa do "Batismo do Senhor", que encerra o tempo litúrgico do Natal, o líder da Igreja Católica fez o sinal da cruz na testa de cada criança, gesto que foi repetido pelos pais e padrinhos. "Caros pais, trazeis os vossos filhos ao Batismo e este é o primeiro passo. Cumpristes a missão da transmissão da fé", disse.   

O papa ainda aproveitou para fazer declarações para as mães das crianças caso tivessem a necessidade de amamentar os filhos. "Se eles começarem a chorar, é porque estão com calor ou não estão confortáveis. Se tiverem fome, amamentem-nos sem medo, deem-lhe de comer, isso também é uma linguagem de amor", concluiu. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Para começar e terminar o dia bem informado.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos