Topo

Protestos na Tunísia têm morte e mais de 50 detidos

09/01/2018 11h28

TÚNIS, 9 JAN (ANSA) - Ao menos uma pessoa morreu na série de protestos registrada na noite de ontem (9) em várias cidades da Tunísia, contra o aumento de impostos anunciado pelo governo para 2018. A morte ocorreu na cidade de Tebourba durante confrontos entre jovens manifestantes e policiais, informou o Ministério da Saúde. A vítima é um homem de 43 anos, identificado como Khemaies Yeferni. No entanto, o Ministério do Interior desmentiu as informações e disse que o homem morreu em decorrência de doenças já existentes. Segundo o Ministério, ele não foi vítima de violência.   

Em outras cidades, como Kasserine, Thala, Feriana, Douz, Kebili e Sbeitla, também foram registrados confrontos. As manifestações criticam a alta da inflação e do custo de vida, assim como o desemprego e o aumento dos impostos determinado pelo governo da Tunísia para 2018 sobre produtos como gasolina, carros e internet. Houve registros de roubo em supermercado, ataque a posto policial, furto em uma tabacaria e outros crimes comerciais durante os protestos. Mais de 50 pessoas foram presas, informou o porta-voz do Ministério do Interior, Khalifa Chibani.   

A economia da Tunísia está em crise desde a revolta de 2011 que deu início à Primavera Arábe e destituiu ditadores na região. O turismo, importante setor da economia local, entrou em decadência. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.